FAO usará US$ 500 milhões para combater lagarta-do-cartucho

por Marina

A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) lançou no dia 13/12 uma Ação Global de três anos para o controle da lagarta-do-cartucho para intensificar os esforços para conter a crescente propagação da praga invasora, que está causando sérios danos à produção de alimentos e afetando milhões de agricultores em todo o mundo. Chamada internacionalmente de FallArmyworm, a Spodoptera frugiperda é uma praga nativa das Américas, se espalhou rapidamente pela África e pelo Oriente Próximo e Ásia nos últimos quatro anos. 

"Ela ameaça a segurança alimentar de centenas de milhões de pessoas e os meios de subsistência de pequenos agricultores", disse o diretor-geral da FAO, Qu Dongyu. Ele fez as observações no lançamento da Ação Global à margem do Conselho da FAO, o órgão executivo da Organização. "Esta é uma ameaça global que requer uma perspectiva global", enfatizou, exortando os Estados membros da FAO a "ampliar consideravelmente os esforços existentes" para impedir a disseminação dessa praga prejudicial a novas regiões. 

Em seu discurso, Dongyu disse que a FAO está tentando mobilizar US $ 500 milhões nos próximos três anos para controlar a praga. Para esse fim, ele propôs o estabelecimento de um Fundo de Ação Global - o primeiro fundo fiduciário de vários parceiros que visa enfrentar as ameaças- e incentivou os países a contribuir com esse mecanismo de financiamento. 

“Todos devemos trabalhar juntos, FAO, organizações internacionais, governos, setores privados, centros de pesquisa, academia e sociedade civil. Com a Ação Global proposta, a FAO compromete-se a colocar o conhecimento, a experiência e as lições aprendidas das partes interessadas e parceiros ao serviço dos agricultores em todo o mundo para conter a ameaça global desta praga ”, concluiu o Diretor Geral da FAO. 



Fonte: Agrolink