Presidente da Argentina confirma aumento das taxas de exportação

por Marina
O presidente da Argentina, Alberto Fernández, durante o novo período de sessão ordinária do Congresso Nacional no domingo (01), confirmou o aumento das tarifas de exportação, as chamadas "retenciones" no país, mas não deu detalhes de uma possível decisão.

"Fizemos uma proposta generosa em termos de direitos de exportação, na qual apenas um de um total de 25 cultivos afetados por esses direitos seria aumentado", disse Fernández sem mencionar especificamente a elevação para a cultura.

O governo argentino em conjunto com o setor agropecuário do país deve decidir sobre as taxas de exportação nesta semana depois de adiar a decisão. Fernández indicou ainda no Congresso que buscará preservar a situação dos pequenos produtores.

Na sexta-feira (28), a Argentina reabriu o registro de declarações de exportações para alguns produtos agrícolas, exceto soja, trigo, milho, girassol, arroz, amendoim e seus derivados.



Fonte: DATAGRO