Ucrânia pode perder exportações de canola e milho para a UE

por Marina

A Associação Ucraniana de Grãos (UGA) alertou que o país poderia perder suas exportações de milho e colza para a Europa devido à falta de emissão de gases de efeito estufa (GEE) relatada pelos produtores.

Os regulamentos europeus de biocombustíveis exigiam o relatório de todo o ciclo de vida de GEE em culturas destinadas à produção de biocombustíveis, incluindo cultivo, colheita, armazenamento e expedição, escreveu o APK Inform em 19 de fevereiro. No entanto, na Ucrânia, quase não existiam relatórios além de um estudo liderado pelo GIZ de 2017 que mostrou que a produção ucraniana excedeu os limites da UE, principalmente para o milho.

Por outro lado, concorrentes de produtores agrícolas ucranianos - como exportadores de colza da Austrália e do Canadá - já haviam preparado relatórios sobre o volume de emissões de GEE há dois anos, que a Comissão Europeia já havia aprovado, informou o APK Inform.

Falando sobre o assunto, Serhiy Ivaschenko, diretor executivo da UGA, disse que se o governo e os produtores ucranianos quisessem continuar tendo acesso ao mercado europeu de biocombustíveis, eles precisariam reduzir suas emissões de gases de efeito estufa.




Fonte: OFI Magazine