Soja segue operando com estabilidade nesta em Chicago dividida entre coronavírus e fundamentos

por Marina

O mercado da soja segue operando com estabilidade na Bolsa de Chicago nesta sexta-feira (3), mas na manhã de hoje testando leves ganhos. Por volta de 7h (horário de Brasília), as cotações subiam entre 0,25 e 1 ponto nos principais contratos, levando o maio a US$ 8,58 e o agosto a US$ 8,66 por bushel. 

Os futuros da oleaginosa seguem atentos às questões ligadas à pandemia do coronavírus, principalmente com os EUA sendo o novo epicentro da crise, e a situação no país se agravendo muito severamente por lá, diariamente. Por outro lado, alguns países entram na fase da recuperação. 

Da mesma forma, aos poucos o mercado se volta também para seus fundamentos de oferta e demanda e do início da nova safra norte-americana. 

"Sem notícias de vendas novas americanas à China, hoje, provavelmente, vamos ficar à mercê, de novo, de notícias sobre a guerra contra o Covid-19", acredita Steve Cachia, consultor de mercado da AgroCulte e da Cerealpar. 

Mais do que isso, o executivo reforça ainda que "a demanda para soja e milho continua forte no cenário internacional e isso se reflete nos atuais niveis de preços históricos no Brasil. Mas, claro, oo câmbio tem ajudado bastante". 



Fonte: Notícias Agrícolas