USD/BRL:
PT | EN | ES |      

Exportação vai sustentar soja doméstica no Brasil

por Marina

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a terça-feira (28.07) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação caindo 0,16% nos portos, para R$ 117,09/saca (contra R$ 117,28/saca do dia anterior). Com isso o ganho acumulado nos portos neste mês ficou em 1,53%.

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, no Brasil os prêmios de exportação da soja continua sustentando os preços internos da oleaginosa. “Esta tendência deverá perdurar por todo o segundo semestre de 2020, principalmente com estoques apertados frente a embarques da soja em 40% acima de 2019”, concluem os analistas da ARC Mercosul.

A T&F Consultoria Agroeconômica aponta que, no Rio Grande do Sul, o preço se manteve a R$ 121 no porto, mas recuou cinqüenta centavos/saca no interior: “Continua o total predomínio das indústrias o preço da soja no Rio Grande do Sul, devido à falta de produto no estado. Para o mercado disponível o preço permaneceu inalterado no porto gaúcho de Rio Grande. No Paraná, preço da soja subiu 10,00/saca para o agricultor”.

CHINA

Ainda de acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, as casas comerciais e industriais continuaram a contratar 2021 novas culturas de soja brasileira. “Um carregamento de soja brasileira em fevereiro de 2021 negociado a 162-164 c/bu sobre os futuros de março na CFR China. E um embarque de abril/maio do Brasil mudou de mãos em 126 c/bu sobre os futuros de maio”, concluem os analistas da T&F.


Fonte: Agrolink

LEIA TAMBÉM: