fbpx
USD/BRL:
PT | EN | ES |      

ANEC fecha parceria com GMP+ International ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

por Marina
A Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (ANEC), que representa os players exportadores de soja, milho e farelo, acaba de fechar uma importante parceria com o Good Manufacturing Practices (GMP+), esquema de certificação para segurança alimentar sediado na Holanda, referência mundial em questões de qualidade na cadeia de suprimentos de grãos e farelos. O GMP+ está presente em 87 países e sua certificação é reconhecida como uma licença para a venda de ração em todo o globo.

Com a iniciativa, a ANEC passa a ser a primeira instituição brasileira parceira. “A ANEC está muito feliz por se juntar à GMP+ International. Com essa ação, buscamos aperfeiçoar ainda mais o mercado de grãos brasileiro por meio de diretrizes internacionais, criando parâmetros de qualidade para o produto nacional”, afirma Sérgio Mendes, diretor geral da ANEC.

Continua depois do formulário


O sistema GMP+ tem o objetivo de mitigar os riscos e realizar o controle de todos os elos da cadeia de suprimentos, para que a produção e o transporte de grãos aconteçam de acordo com os parâmetros mundiais mais elevados, considerando também as instalações da produção, os profissionais e os procedimentos envolvidos.

Com a integração dos padrões ISO, HACCP e outros elementos, a Certificação GMP+ busca garantir não somente a segurança, mas também a confiabilidade, a qualidade e a sustentabilidade do mercado mundial de ração animal.

Por meio desta parceria, a ANEC abre um leque de conhecimento que será dividido com as empresas associadas, além de contribuir com a construção de parâmetros que considerem as condições e necessidades brasileiras. “O Brasil é um importante produtor de ingredientes para rações e, devido a essa importância, precisamos estar atentos às demandas mundiais. Com a parceria teremos a oportunidade de trabalhar mais estreitamente com a GMP + e trocar informações sobre a importantíssima questão da qualidade da ração”, ressalta Mendes.


Fonte: DATAGRO

LEIA TAMBÉM: