fbpx
USD/BRL:
PT | EN | ES |      

É hora de focar no preço da soja ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

por Marina

Sem mais disponibilidade para vender da safra atual, a recomendação da TF Agroeconômica para o produtor é que sejam concertados esforços em observar e calcular os custos, preços e lucros da safra 2020/21, com entrega em maio de 2021. “Os preços da safra de soja que está sendo plantada neste momento, para maio de 2021, giram ao redor de R$ 133,00 no interior do Rio Grande do Sul, R$ 135,00 no Paraná, R$ 130,00 no Mato Grosso do Sul, R$ 126,00 no Mato Grosso e R$ 120,00/saca no Cerrado”, comenta. 

Continua depois do formulário



“Estes preços são bons? Para determinar se o preço é bom ou não temos que projetar custos para 2021. Os custos totais atuais da soja, atualizados em agosto pelo DERAL-PR, são de R$ 70,39/saca, para uma produtividade de 55 sacas/hectare. Se adicionarmos uma elevação de custos ao redor de 21% (bastante salgada para apenas 6 meses), teremos um custo de R$ 85,17/saca para a safra 20/21. Assim, comparados com os atuais preços de venda disponíveis para o Rio Grande do Sul, os gaúchos teriam um lucro de 56,16%, os paranaenses de 58,50%, os matogrossenses do sul de 52,63%, do norte de 47,94% e os goianos/mineiros e baianos do oeste de 40,89%”, completa. 

De acordo com a consultoria, a prudência recomenda que sejam aproveitados em pelo menos 30% do que se pensa produzir para a próxima safra. “Dos três principais componentes dos preços da soja, Chicago e os prêmios tendem a subir – devido à seca no Brasil, Argentina e nos EUA e ao aumento da demanda chinesa e o dólar tende a cair. Mas, a queda do dólar poderá ser relativamente bem compensada pelas altas de Chicago e dos prêmios”, conclui. 


Fonte: Agrolink

LEIA TAMBÉM: