fbpx
USD/BRL:
PT | EN | ES |      

USDA prevê aumento no uso de óleo de soja no biodiesel na próxima década

por Guilherme Bezzarro

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 



Imagem: Pixabay



O uso de óleo de soja no biodiesel deve aumentar até 2030, de acordo com as previsões do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), relatadas pela revista Biodiesel em 9 de novembro.

Divulgado em 6 de novembro, o relatório Projeções agrícolas do USDA para 2030 previa um ligeiro crescimento no uso de óleo de soja para biodiesel durante o período.

Cerca de 3,6 milhões de toneladas de óleo de soja foram usadas na produção de biodiesel em 2019-20 e esperava-se que esse volume aumentasse de forma constante para atingir 3,8 milhões de toneladas em 2030-31.

A área plantada de soja também deve aumentar na próxima década, de acordo com o relatório. Os hectares plantados eram 31 milhões de ha em 2019/20 e espera-se que cheguem a 34 milhões de ha em 2020/21, cresça para 36 milhões em 2021/22, alcance 36,4 milhões em 2022/23 e 2023/24, alcance 36,6 milhões em 2024/25 e 2025/26 , cair para 36,4 milhões em 2026/27 e permanecer nesse nível até 2023/31.



Da mesma forma, os hectares de soja colhidos foram de 30,3 milhões em 2019/20, e devem atingir 33,3 milhões em 2021/21, aumentar para 35,7 milhões em 2021/22, estar em 36 milhões em 2021/22, atingir 36 milhões em 2022/23 e 2023 / 24, atingir 36,3 milhões em 2024/25 e 2025/26, cair para 36 milhões em 2026/27 e permanecer nesse nível até 2030/31.

Esperava-se que os rendimentos da soja aumentassem de 47,4 alqueires / acre em 2019/20 para 55,6 alqueires / acre em 2030/31.

Este texto foi traduzido automaticamente do inglês.

Fonte: OFI Internacional