Indonésia reduz a taxa máxima do imposto sobre o óleo de palma


Imagem: Pixabay



O governo indonésio reduziu sua taxa máxima de imposto de exportação de óleo de palma bruto (CPO), informou o AgriCensus ao ministério das finanças do país em 20 de junho.

As tarifas de exportação seriam reduzidas em US$ 80/tonelada - de US$ 175/tonelada para US$ 255/tonelada - a serem aplicadas quando os preços do óleo de palma ultrapassassem o limite de US$ 1.000/tonelada, de acordo com o relatório.

A mudança foi a primeira vez que a taxa de exportação foi alterada desde fevereiro, disse o AgriCensus.

As tarifas de exportação seriam de US$ 50/tonelada quando os preços do óleo de palma atingissem um mínimo de US$ 750/tonelada.

Para cada aumento de US$ 50/tonelada no preço, a tarifa aumentaria US$ 50/tonelada para óleo de palma e US$ 16/tonelada para produtos - até o teto de US$ 175 quando o CPO ultrapassasse US$ 1.000/tonelada - disse o relatório.

Um anúncio do preço de referência de julho e da taxa de imposto para o óleo de palma também deveria ser anunciado, mas era amplamente antecipado que estes cairiam devido aos preços mais baixos do óleo de palma, escreveu o AgriCensus.

As taxas mais baixas foram vistas em um cenário de preços mais baixos do CPO desde maio, com os preços do CPO na Indonésia caindo para US$ 1.045/t em meados de junho, uma redução de 18% desde seu pico no início de maio, de acordo com dados da Palm Oil Analytics.

Fonte: OFI Magazine

Esse texto foi traduzido automaticamente do inglês.