fbpx
USD/BRL:
PT | EN | ES |      

Frio chegou mais forte e mais cedo em 2021 no Brasil, diz meteorologista

por Mateus Ramos

Imagem: Pixabay



O avanço do frio não atingiu somente a região Sul, mas também o Sudeste e Centro-oeste do Brasil. Produtores já estão contabilizando os prejuízos causados pelas geadas de terça-feira (29) e quarta-feira (30). Muitos prejuízos já podem ser contabilizados com o frio que chegou mais cedo neste ano. De acordo com o metereologista, Luiz Renato Lazinski “se avaliarmos os dados a primeira onda de frio chegou já em fevereiro deste ano, já houve registro de geada nesta ocasião, as massas de ar estão muito fortes, como podemos observar este momento que estamos passando, não só na região Sul, mas em diversos pontos do Brasil”, salientou.



De acordo com informações do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) durante a madrugada as temperaturas chegaram a ficar abaixo de 0ºC em boa parte do estado, com destaque para o Sul do Paraná que registrou as menores temperaturas. No oeste do estado, na região de Cascavel, os termômetros registraram - 1.2ºC.  Em Marechal Candido Rondon/PR, região que também foi atingida pela geada na madrugada anterior, as preocupações com o milho safrinha só aumentam. Já no Mato Grosso, em Jaciara, a 148 km de Cuiabá, amanheceu coberta de gelo nesta quinta-feira (1º), depois que os termômetros chegaram a registrar 3°C.

O meteorologista ainda ressaltou que o inverno será uma estação que as de massas de ar chegarão com ainda mais intensidade em relação aos demais anos. “ Em anos de La Niña ou anos neutros a tendência é que o frio se estenda ainda mais, por isso é importante ficar atento principalmente os triticultores”, alertou. 

Lazinski explica que em relação ao milho, as folhas que congelaram queimam. A partir do momento em que elas queimam, elas ficam transparentes e não servem mais para o consumo.  "O que preocupa é a intensidade e mesmo com o frio avançando, o estrago pode ser grande nas áreas da safrinha" completou.

De acordo com as projeções do Agrotempo, nesta sexta-feira (02/07) o frio começa a perder força em grande parte do país, mantendo as temperaturas mais baixas na região centro-sul. Desta forma, as condições para geadas amplas, como dos últimos dias, também diminuem e ficam restritas apenas aos estados do Sul e nas regiões mais altas do Sudeste. No entanto, a massa de ar frio impede a formação de nuvens carregadas sobre o interior do país, mantendo as chuvas confinadas no extremo norte e nordeste. 

Para o final de semana, as condições do tempo não sofrerão grandes variações. O frio continuará perdendo força, ficando cada vez menos intenso e mais restrito a faixa leste do sudeste e região Sul do país. E nos três estados do Sul, particularmente nas áreas mais altas, a condição para formação de geadas prevalecerá no decorrer dos próximos dias. E os indicativos de chuva não apontam uma mudança no padrão, mantendo os volumes restritos ao extremo Norte e Nordeste brasileiro. 

Saiba como fica o tempo para cada região: 

Região Norte

A massa de ar polar continua avançando sobre a região norte do país provocando o fenômeno de friagem, especialmente ao amanhecer, desta forma teremos temperaturas amenas no AC, em RO até mesmo na metade sul do AM e do PA. E com as temperaturas mais amenas e o vento soprando de sul para norte, as condições para formação de chuvas diminuem em praticamente  todas as áreas da região. Essas chuvas ficarão restritas ao extremo norte do AM, RR, AP e norte do PA e algumas instabilidades pontuais ao norte do TO. Sendo que ao norte do PA as pancadas poderão ser localmente fortes. 

Região Nordeste
As pancadas de chuvas continuarão presentes na região, com menor intensidade se comparadas ao dia anterior. Esses temporais poderão ocorrer do MA até o litoral da BA, mas de maneira irregular. Já no ino oeste da BA, a condição será do predomínio de tempo seco. As temperaturas serão elevadas no período da tarde, especialmente no RN, CE, metade sul do MA e PI, e no oeste baiano.

Região Centro-Oeste
O frio perde força na região, mas o dia ainda terá um amanhecer ameno, com temperaturas próximas dos 5°C  ao sul do estado do MS, com condição para formação de geadas também fracas . Já ao sul do MT e sul do GO, o amanhecer será na casa dos 10°C. No período da tarde, os termômetros sobem rapidamente e poderão passar dos 30°C ao norte do MS, MT e metade oeste do GO. Não há perspectivas para chuvas e os índices de umidade relativa do ar poderão ficar abaixo de 20% entre o sul do GO, sul do MT e em todo estado do MS. 

Região Sudeste
O amanhecer novamente será gelado na metade sul da região. No entanto, a condição para formação de geadas ficaram restritas às áreas mais altas entre o norte de SP e sul de MG. Com a presença do Sol as temperaturas seguem em rápida elevação, podendo se aproximar dos 30°C no oeste paulista e triângulo mineiro. Já na faixa leste, a tarde poderá ser amena. Não há perspectivas para chuvas na região. 

Região Sul
O frio ainda é presente na região sul, mas perde intensidade se comparado aos dias anteriores. Existe a possibilidade para formação de geadas entre o sul do PR, região central de SC e nas serras do RS. A presença do sol garante uma tarde com temperaturas agradáveis mas não há perspectivas para chuvas no decorrer do dia.

Por: Aline Merladete | Agrolink