fbpx
USD/BRL:
PT | EN | ES |      

BR-163 receberá cerca de R$ 2 bilhões em investimentos por meio de concessão à iniciativa privada

por Eduardo Moreno

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 


Imagem: Freepik

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) recebeu com entusiasmo a finalização do processo de concessão do trecho da BR-163 que liga Sinop (MT) à Miritituba (PA). O corredor logístico é estratégico para o escoamento da safra de soja produzida no Centro-Oeste brasileiro e que viaja aos mercados consumidores internacionais a partir dos terminais portuários do Arco Norte.

O consórcio Via Brasil, vencedor da licitação, investirá cerca de R$ 2 bilhões no corretor e será o responsável por administrar os 1.009,52 quilômetros. Os aportes contemplam a implantação de faixas adicionais, marginais e acostamentos e acessos definitivos aos terminais de Miritituba, Santarenzinho e Itapacurá, agilizando o transporte de carga na Hidrovia do Tapajós.



‘’A concessão resultará em melhorias que facilitarão o escoamento do principal corredor de grãos do Centro-Oeste para os portos do Arco Norte, garantindo tráfego durante o ano todo, segurança para os transportadores e diminuindo custo do frete’’, afirma Daniel Furlan Amaral, economista-chefe da Abiove.

De acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a expectativa é que as principais melhorias sejam feitas pelo consórcio em cinco anos. O prazo da concessão será de 10 anos, podendo ser prorrogados por mais dois anos.

‘’O agronegócio espera que o cronograma seja respeitado e que sejam executadas o quanto antes as obras de melhorias nos acessos aos terminais, fundamentais para aumentar a competitividade das commodities brasileiras’’, completa Amaral.

Fonte: Datagro