fbpx
USD/BRL:
PT | EN | ES |      

Projeto inspeciona mais de 80% de todo o algodão

por Eduardo Moreno

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Imagem: Pixabay

O Grupo Bureau Veritas, líder mundial em Teste, Inspeção e Certificação (TIC), inspeciona mais de 80% do algodão produzido no Brasil com o Projeto Captura de Valores. Contribuindo cada vez mais para o crescimento do mercado agrícola do país, um dos cinco maiores produtores mundiais, segundo maior exportador de algodão e líder em produtividade de sequeiro, o Grupo contribui para o desenvolvimento de novas biotecnologias da pluma, com métodos que auxiliam na verificação da genética do produto.



“Atuamos fortemente no mercado de algodão brasileiro auxiliando os produtores rurais e as empresas e o nosso trabalho impacta diretamente em diferentes aspectos, como o preço e na confiabilidade do produto. A responsabilidade é grande, mas sabemos que a nossa experiência no mercado é o nosso maior diferencial”, diz Eduardo Kuhlmann, diretor da Plataforma Agri&Portuária Latam do Grupo Bureau Veritas.

As etapas para a realização do Projeto de Captura de Valores consistem em um georreferenciamento, ou seja, o completo mapeamento da área rural, na coleta de amostras para verificação da biotecnologia utilizada e no detalhamento do talhão. Com essas informações, é possível aplicar testes para determinar o espaço ocupado em cada talhão e a quantidade plantada no local. Além disso, com a coleta de amostras e os testes de caroço do algodão, é possível identificar qual a Tecnologia da Semente para a Captura de Valores e todas as informações são entregues para os clientes remotamente.

O Brasil consolidou-se como produtor de algodão ao lado da China, Índia, Estados Unidos e Paquistão, além de ocupar o primeiro lugar em produtividade de sequeiro, técnica agrícola para cultivar terrenos onde a pluviosidade é baixa. Com quase 200 anos no mercado, o Bureau Veritas atua em todas as regiões produtoras de algodão no país, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Bahia, Piauí, Maranhão e Tocantins, e oferece serviços especializados para dimensionar a importância da agricultura no mercado, como monitoramento, inspeção e certificação.

Fonte: Agrolink