fbpx
USD/BRL:
PT | EN | ES |      

Maior oferta pressiona para baixo os preços do milho no mercado brasileiro

por Eduardo Moreno

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 


Imagem: Pixabay


Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP, o milho em grão está cotado em R$94,50 por saca de 60 quilos (5/10), um recuo de 4,5% em trinta dias.

Os principais fatores de baixa são: a maior disponibilidade interna, com a conclusão da colheita do milho de segunda safra no Brasil (safra 2020/21); as importações brasileiras em alta e o início da colheita do milho nos Estados Unidos (safra 2021/22), que tem pressionado as cotações do cereal no mercado internacional.



Com relação às importações brasileiras, o volume médio diário em setembro/21 foi de 19,40 mil toneladas do cereal, 176,5% mais que a média de setembro de 2020 (Secex).

Para o curto prazo, o viés é de baixa para os preços do milho no mercado interno.

No entanto, o câmbio merece atenção, pois se o dólar firmar frente ao real, a tendência é de preços mais sustentados para as commodities agrícolas de maneira geral.

Outro ponto de atenção é com relação ao desenrolar da semeadura da safra brasileira de grãos (safra de verão ou primeira safra).

Por: Rafael Ribeiro | Scot Consultoria