fbpx
USD/BRL:
PT | EN | ES |      

Soja brasileira está 90% comercializada

por Eduardo Moreno

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Imagem: Pixabay

Um novo levantamento realizado pela consultoria DATAGRO indicou que a comercialização da safra brasileira de soja chegou a 90,8%, mesmo não tendo avançado muito. O número está abaixo dos 98,1% do recorde de avanço da safra 2019/20 e também da média de 91,3% dos últimos 5 anos, segundo a DATAGRO.

O incremento foi de 3,8% ante o relatório anterior, acima dos 3,0% do padrão normal de avanço para a data. “O movimento limitado confirmou nossa expectativa, apesar de elevação parcial dos preços. Refletiu o fato de a safra já estar fortemente vendida, por conta dos preços ainda abaixo das máximas do ano, e da ausência de maior necessidade de venda por parte dos produtores”, destaca o coordenador de Grãos da DATAGRO, Flávio Roberto de França Junior.



“Considerando a previsão atual de produção da safra 2021, mantida em 136,97 milhões de toneladas, os sojicultores brasileiros têm um total compromissado de 124,39 mi de t. Em igual período do ano passado, esse volume de produção negociado estava em 125,76 mi de t.”, completa a consultoria.

Nesse contexto, 25,5% da produção estimada da oleaginosa safra 2021/22 está comprometida comercialmente. Esse fluxo está aquém dos 28,8% da média dos últimos 5 anos e bem abaixo dos 50,0% do recorde anterior ocorrido em igual momento de 2020.  “Segundo a projeção preliminar, que considera área maior em 4%, clima razoavelmente regular e produtividade dentro da normalidade, a safra brasileira do próximo ano tem potencial para atingir 144,07 mi de t. Sendo assim, teríamos 36,76 mi de t comercializadas antecipadamente, volume muito inferior aos 68,48 mi de t dessa mesma época em 2020”, conclui.

Por: Leonardo Gottems | Agrolink