Embrapa disponibiliza soja BRS 7380RR resistente a nematoides

Lançada no ano passado, a cultivar transgênica de soja BRS 7380RR é a sugestão da Embrapa Cerrado para atender produtores de Goiás, Distrito Federal, Oeste da Bahia, Noroeste de Minas Gerais e Mato Grosso. A semente oferece resistência aos nematoides de cisto (raças 3, 4, 6, 9, 10 e 14) e de galhas (Meloydogine incognita e M. javanica). Desenvolvida em parceria com a Fundação Cerrado, o novo material é de ciclo precoce (105 a 110 dias) e resistente ao herbicida glifosato.

A soja BRS 7380RR também tem baixo fator de reprodução ao nematoide Pratylenchus spp., além de ser totalmente adaptada ao Bioma Cerrado. Por estas características de resistências múltiplas a nematoides e por seu ciclo precoce, a cultivar é indicada para locais onde será feita sucessão de culturas com milho e sorgo, para regiões cujos solos apresentam histórico de problemas com essa doença, aumentando a sustentabilidade agrícola.

"É uma cultivar de crescimento indeterminado, que cresce bem e engalha nas condições agroclimáticas do bioma Cerrado. Isso é importante porque no Cerrado o clima é instável, e às vezes o estande fica com poucas plantas. Essa cultivar tem a capacidade de engalhar e ocupar os espaços, compensando o estande baixo com produtividade", explica o pesquisador responsável Sebastião Pedro.

De acordo com a Embrapa, outros pontos fortes da BRS 7380RR são a estabilidade e a elevada produtividade. “Na hora de escolher a variedade, o que mais chama a atenção do produtor é o teto produtivo. É um material que confere grandes vantagens ao produtor, e é mais uma tecnologia que traz sustentabilidade econômica, social e ambiental ao sistema”, completou o pesquisador.
 Fonte: Agrolink