Balanço dos três anos do Protambo foi realizado em Santa Rosa

O balanço das atividades dos três anos de trabalho do Protambo, programa coordenado pela Embrapa e desenvolvido em parceria com a Emater/RS-Ascar na região de Santa Rosa, foi apresentado na quinta-feira (29/06). A proposta central do Programa é a de transferir tecnologia para o desenvolvimento da atividade leiteira com base nas boas práticas agropecuárias. O encontro de avaliação foi realizado no escritório regional da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa com extensionistas, pesquisadores e agricultores envolvidos na execução da pesquisa. 

Os resultados do trabalho, além das dificuldades e as oportunidades, foram divulgados pela pesquisadora de Tecnologias na área de Produção de Bovinos de Leite da Embrapa Clima Temperado de Pelotas, Maira Balbinotti Zanela. Na oportunidade ela destacou a parceria mantida entre a Emater/RS-Ascar e a Embrapa para atender as famílias. Nessa perspectiva, foram debatidos os próximos passos do trabalho conjunto e a elaboração de um projeto que tente buscar respostas para as questões incompletas ou não respondidas. As atividades desenvolvidas no setor leiteiro durante o período do Projeto foram apresentadas com a presença dos extensionistas e agricultores de três municípios, dos quatro envolvidos. Os representantes de São Paulo das Missões não puderam participar. 

Na avaliação do analista do Núcleo Sul da Embrapa Gado de Leite, médico veterinário Rogério Deretti, a gestão nas propriedades precisa evoluir, para tornar o serviço mais profissional, gerando emprego e renda. ?É oportunidade de se produzir alimentos com qualidade e desenvolver a tendência de boas práticas para aperfeiçoar o leite, já que a atividade é uma das mais complexas do setor agropecuário?, disse Deretti.

 

O assistente técnico de manejo animal do escritório regional da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa, engenheiro agrônomo Ivar José Kreutz, afirmou que a ação conjunta entre a pesquisa e extensão ?é uma oportunidade ímpar para construir conhecimento em áreas que apresentam limitações como é o caso da qualidade do leite?. 

 

Certificados de participação 
 

Foram entregues certificados de participação para os agricultores Edir e Diva Dall Alba (Porto Mauá) e Nelson Froelich (Campina das Missões). Também foram entregues distinções para os extensionistas Felipe Daniel Bieger (Porto Mauá), Germano Tessmer Büttow (Campina das Missões) e Guilherme Dahmer (Santa Rosa).

 

 

Protambo

O Protambo é realizado com grupos de produtores em seis regiões do Rio Grande do Sul. Os grupos são formados por oito a dez produtores, assistidos por técnicos das instituições parceiras, com apoio dos pesquisadores e analistas da Embrapa. O Programa procura medir os avanços na qualidade do leite com a adoção de Boas Praticas Agropecuárias, preconizadas pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO). Em todo o Estado, 60 famílias são beneficiadas pelo Protambo, com o apoio de diferentes entidades, Emater/RS-Ascar, cooperativas e associações.

Fonte: Agrolink