Estado que abriu as porteiras para o girassol espera ‘invasão de suínos’

Certas ondas podem revolucionar cidades, estados ou países. Foi assim no Mato Grosso, mais especificamente em quatro cidades que vêm se tornando referência na suinocultura desde os anos 90. Essa ‘onda suína’ aconteceu em Tapurah, Sorriso, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, onde todas as cidades apresentaram crescimento do IDH - Índice de Desenvolvimento Humano.

Leia mais

Preço da soja cai na abertura da semana

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na segunda-feira (02.10) baixa de 11,00 centavos de Dólar no contrato de Novembro/17, fechando em US$ 9,5725 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 10,00 e 11,00 pontos.

Leia mais

Estudo sobre a cultura de arroz no RS mostra itens que mais pesam nos custos de produção

A manutenção das máquinas agrícolas e o uso de sementes, fertilizantes e agrotóxicos no cultivo de arroz são os principais itens que compõem os custos de produção deste cereal no principal estado produtor: o Rio Grande do Sul. Estudo realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revela que a participação expressiva do maquinário nos gastos se deve ao uso em solos úmidos ou alagados, condição que propicia maior desgaste, e à alta abrasividade do arroz em casca, que provoca a degradação dos equipamentos de colheita e secagem. 

Leia mais

Estoques de milho e soja dos EUA atingem máximas, mas ficam abaixo das previsões

Os estoques de milho e soja dos Estados Unidos cresceram para máximas em vários anos na temporada 2016/17, encerrada em 1º de setembro, com a ampla oferta interna superando a demanda robusta, informou o governo do país nesta sexta-feira. Em seu relatório trimestral de estoques, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) disse que as reservas domésticas de milho aumentaram 32 por cento em relação ao ano anterior, para 2,295 bilhões de bushels, maior nível desde 1988.

Leia mais

Agricultura notifica produtores rurais que descumprem vazio sanitário do feijão

Em 10 dias de vigência do vazio sanitário do feijão, sete produtores rurais do Distrito Federal já foram notificados por desrespeitarem o período de quarentena.

Até 20 de outubro, o território não pode ter plantas vivas da cultura, como forma de romper com o ciclo de vida do vírus causador do mosaico-dourado, o Bean gold mosaic virus (BGMV). A doença provoca amarelecimento e deformação das folhas e danos aos grãos e é transmitida por meio da mosca-branca.

Leia mais

Chuvas generalizadas marcam início de outubro

Os mapas atualizados para as regiões produtoras no Brasil trazem a expansão de uma rodada de chuvas significantes e generalizadas para os primeiros dias de outubro, aponta a Consultoria AgResource: “Apesar de alguns locais observando precipitações leves e passageiras nestes últimos dias de setembro, o padrão se resume de maneira bastante benéfica durante o mês de outubro”.

Leia mais

Chuva mais esperada do ano chega em menos de 48 horas a todo o Paraná

Devagar, com pancadas aqui e acolá, a chuva começa a entrar no Paraná nesta quinta-feira a tarde a partir do Sul do estado, nas áreas de divisa com Santa Catarina. Na sexta e no sábado chove de forma mais regular e intensa em todo o estado. Nas regiões Central e Oeste, até o início da semana que vem a chuva acumulada pode chegar a 100 mm – quase um dilúvio.

 
Leia mais

Agricultores catarinenses investem na produção de silagem

O grande destaque na produção de silagem está nas regiões de Chapecó e São Miguel do Oeste, que juntas somam em torno de 105 mil hectares de área plantada - 48% do total do estado – e mais de 4,5 milhões de toneladas colhidas na última safra. Como a produção de silagem e a de leite andam juntas, as regiões também são referências na pecuária leiteira. Chapecó e São Miguel do Oeste são as maiores produtoras de leite do estado, com forte expansão nos últimos anos, participando com aproximadamente 30% de toda a produção catarinense

Leia mais

Safra de trigo do Paraná fica 26% abaixo do esperado

Após uma série de adversidades climáticas, incluindo geadas, estiagens e chuvas em excesso, a safra de trigo do Paraná deste ano deve fechar quase 1 milhão de toneladas abaixo do inicialmente projetado, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Departamento de Economia Rural do Estado (Deral).

Leia mais

Negociações entre pecuaristas e frigoríficos estão em ritmo lento

De maneira geral, o que se observa é uma dificuldade em adquirir animais terminados, o que resulta na diminuição das escalas de abate e confere maior firmeza nas cotações da arroba do boi gordo.

A proximidade com o início do mês gera expectativa de melhora na demanda e preços mais firmes. Assim, o pecuarista prefere aguardar, o que diminuiu o volume de negócios nos últimos dias.

Leia mais

Cotações do arroz seguem em queda, apesar do período de entressafra

As cotações do arroz em casca seguem em queda no Rio Grande do Sul, apesar do período de entressafra. Segundo pesquisadores do Cepea, as desvalorizações refletem a retração das vendas de parte da indústria e o maior volume ofertado por alguns orizicultores, que, apreensivos com as desvalorizações, disponibilizaram lotes para “fazer caixa” e cumprir com compromissos de safra.

 
Leia mais

Santos quebra recorde mensal consecutivo

A movimentação de cargas no Porto de Santos registrou em agosto novo recorde mensal, atingindo o total de 12.342.511 toneladas. Após romper a barreira dos 12 milhões de toneladas, até então o maior movimento mensal da história, verificado  em julho último (12.053.697 toneladas), o novo recorde o superou em  2,4%  e em 15,8% o resultado de agosto do ano passado (10.661.252 t).

 

 

O movimento acumulado também desponta como a maior marca para o período com 85.440.143 toneladas, superando em 8,7% o recorde anterior, verificado em agosto do ano passado, com destaque para as altas nos contêineres (28,48 milhões de toneladas), de 8,4%, complexo soja (19,70 milhões de toneladas), incremento de 10,9%, açúcar (13,39 milhões de toneladas), crescimento de 4,1%, e  milho (5,71 milhões de toneladas), com aumento de 15,8%.

Com a apuração, a projeção de fechamento para este ano sobe para  124.936.517 toneladas , consolidando assim  novo recorde anual, com crescimento de 9,8% em relação a 2016.

Enquanto o movimento mensal registrou crescimento maior das exportações, com total de 9.089.780 toneladas e 17,4% de variação, o total acumulado apontou aumento maior das importações com 23.323.423 toneladas, 14,1% a maior.

Leia mais

Preços mais firmes para o farelo de soja

Apesar da colheita em andamento nos Estados Unidos, a demanda mundial aquecida e as questões climáticas adversas na América do Sul neste início de temporada deram sustentação aos preços do grão e do farelo de soja.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na primeira quinzena de setembro, a tonelada do farelo ficou cotada, em média, em R$1.062,68, sem o frete, em São Paulo. Houve alta de 0,3% em relação ao fechamento de agosto último, mas ainda assim o farelo está custando 21,3% menos na comparação com setembro do ano passado.

 

 

Leia mais