Rússia e Arábia Saudita pedem que todos países da Opep+ participem de acordo de produção

Rússia e Arábia Saudita pedem que todos países da Opep+ participem de acordo de produção
Imagem: Pixabay

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, pediram para todos os países da Opep+ aderirem ao acordo do grupo sobre cortes na produção de petróleo, afirmando que o plano atenderia aos interesses da economia global.

O apelo foi feito em uma declaração conjunta publicada nesta quinta-feira, depois que os dois se reuniram um dia antes e também disseram que a Rússia e a Arábia Saudita haviam concordado que era importante aumentar a cooperação em petróleo e gás, inclusive no fornecimento de equipamentos.

Após a reunião da Opep+ da semana passada, a Arábia Saudita concordou em estender os cortes voluntários de produção de petróleo de 1 milhão de barris por dia (bpd) para o primeiro trimestre, enquanto a Rússia disse que continuaria a reduzir as exportações de petróleo em 300.000 bpd e, além disso, reduziria suas exportações de combustível em 200.000 bpd no trimestre janeiro-março.

Rússia e Arábia Saudita reforçam cooperação na estabilização dos mercados de petróleo após reunião Opep+

O total de restrições chega a 2,2 milhões de bpd de oito produtores, informou a Opep em um comunicado após a reunião da semana passada.

Mas nem todos os membros da Opep+ concordaram em estender ou aprofundar os cortes voluntários de petróleo. A última declaração de Putin e Mohammed bin Salman parece estar atraindo esses países.

No campo da energia, ambos os lados elogiaram a estreita cooperação. Reconheceram esforços bem-sucedidos da Opep+ para aumentar a estabilidade nos mercados globais de petróleo, conforme declarado.

“Eles enfatizaram a importância de continuar. Ressaltaram a necessidade de todos os países participantes aderirem ao acordo da Opep+. Isso deve ocorrer de uma forma que atenda aos interesses de produtores e consumidores, apoiando o crescimento da economia global.”

A produção da Opep+ é de 43 milhões de barris por dia. Essa quantidade já incorpora cortes de 5 milhões, visando sustentar os preços e estabilizar o mercado.

Fonte: Vladimir Soldatkin e Olesya Astakhova | Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.