Safras asiáticas enfrentam ameaça de El Niño e aumenta preocupação com inflação de alimentos



Imagem: Pixabay


As safras de cereais e oleaginosas em toda a Ásia devem enfrentar clima quente e seco, com meteorologistas esperando que o padrão climático El Niño se desenvolva na segunda metade do ano, ameaçando a oferta e aumentando as preocupações com a inflação de alimentos.

Espera-se que vastas áreas de terras agrícolas na Austrália, Sudeste Asiático e Índia enfrentem temperaturas mais altas, enquanto algumas regiões de cultivo nas Américas do Norte e do Sul provavelmente terão um clima mais favorável às colheitas, pois há mais de 50% de chance de ocorrência do fenômeno El Niño, disseram meteorologistas.

{module Form RD}

A ameaça do tempo seco à produção de alimentos na Ásia vem depois de os preços de grãos e de óleo comestível atingirem máximas históricas em 2022, quando a guerra Rússia-Ucrânia e a Covid-19 interromperam o abastecimento mundial.

“Atualmente, o mercado global de grãos está historicamente apertado e, portanto, sujeito a movimentos súbitos de alta de preços em evoluções negativas do lado da oferta”, disse à Reuters Charles Hart, analista de commodities da Fitch Solutions em Londres.

“As tensões da era Covid e as colheitas ruins de 2022 serão sentidas além de 2023, à medida que os estoques forem reabastecidos com o tempo.”

O clima de La Niña, caracterizado por temperaturas anormalmente frias no Oceano Pacífico equatorial, terminou e o El Niño, um aquecimento das temperaturas da superfície do oceano no Pacífico oriental e central, deve se formar durante o verão do norte, de acordo com meteorologistas dos EUA e do Japão.

Enquanto o La Niña traz clima frio e úmido para partes da Ásia, o El Niño é normalmente associado ao calor e à secura na região. Nas Américas do Norte e do Sul, o clima tende a ser favorável para as colheitas durante o El Niño, embora seja provável que ainda haja bolsões de clima adverso persistente.

AUSTRÁLIA, SUDESTE DA ÁSIA, ÍNDIA PREPARAM-SE PARA TEMPO QUENTE E SECO

Um inverno seco nas partes central e ocidental da Austrália pode prejudicar a safra de trigo no segundo maior exportador mundial de grãos.

A Austrália produziu safras recordes de trigo nos últimos três anos, graças às chuvas acima do normal trazidas pelo clima de La Niña.

“Há uma previsão de inverno quente e seco nas partes central e oeste da Austrália”, disse Chris Hyde, meteorologista da Maxar, com sede nos Estados Unidos. “Se o El Niño se desenvolver mais rápido do que estamos prevendo agora, pode ficar muito mais seco e quente.”

No Sudeste Asiático, crucial para as exportações de óleo de palma e arroz, os meteorologistas esperam uma precipitação ligeiramente abaixo do normal em junho-agosto, embora a região tenha ampla umidade do solo após fortes chuvas nos últimos meses.

“Vai demorar um pouco para que o clima seco no Sudeste Asiático tenha impacto na produção de óleo de palma e arroz”, disse Hyde.

No entanto, as partes norte e central da Índia, que já estão relatando falta de umidade, devem ter chuvas abaixo do normal na segunda metade do ano, disseram meteorologistas, deixando o país mais populoso vulnerável à menor produção de alimentos e preços mais altos.

“Nas partes central e norte da Índia, estendendo-se até o Paquistão, a questão é que as condições atuais são opostas às do Sudeste Asiático”, disse.

“A região enfrenta seca, então mesmo uma precipitação ligeiramente abaixo do normal provavelmente representará risco para as lavouras.”

CHINA, EUA e ARGENTINA

Normalmente, a China vê seca em sua região norte de cultivo de milho e mais precipitação no nordeste produtor de soja durante o El Niño.

Para os Estados Unidos, o clima deve ser favorável para a safra de trigo.

“Nas planícies do sul, partes de Kansas, Oklahoma e Texas em particular, essas áreas tendem a se sair muito melhor, quando se trata de chuvas, em um ano de El Niño”, disse o climatologista do Estado de Illinois, Trent Ford.

A Argentina, que enfrenta uma seca histórica, também pode ter um clima melhor.

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.