Setor produtivo estuda ações para mitigação de gases pela pecuária de leite



Imagem: Pixabay


A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou da reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) nesta terça-feira (12).

Os participantes debateram, entre outros temas, as linhas de pesquisa e contribuições que a Embrapa pode apresentar ao setor produtivo para contribuir com a mitigação dos gases de efeito estufa pelos bovinos, tendo em vista os compromissos assumidos pelo Brasil durante a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-26).

O assunto foi apresentado pelo pesquisador da Embrapa Gado de Leite, Luiz Gustavo Pereira, que destacou as linhas de pesquisa conduzidas pela empresa no sentido de contribuir com uma maior eficiência na produção com redução das emissões dos gases. Foram mostradas tecnologias para atuação no ambiente ruminal, manejo de pastagens e alimentação dos animais, entre outras.

{module Form RD}

“Hoje, a maior parte dos parâmetros utilizados para a mensuração da emissão de gases são baseados em modelos europeus ou norte-americanos, os quais superestimam as emissões de gases da agropecuária brasileira. É necessário que haja a tropicalização desses indicadores para que possamos comprovar a contribuição que a agropecuária pode oferecer para o Brasil cumprir com os compromissos assumidos na COP-26”, afirmou o presidente da Câmara e da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da CNA, Ronei Volpi.

Outro tema discutido no encontro foi a necessidade de regulamentação da nomenclatura dos produtos de origem vegetal similares aos lácteos, em razão do risco que representam ao induzir os consumidores ao erro com a utilização da terminologia “leite”. Segundo o assessor técnico da CNA, Guilherme Souza Dias, a CNA vem trabalhando ações a respeito do assunto e apoia o PL nº 10.556/2018, da deputada federal Tereza Cristina (PP-MS), que estabelece a especificação correta da palavra “leite” nas embalagens e rótulos de alimentos.

Os integrantes da Câmara também analisaram a situação atual do PL 1.293/2021, sobre o autocontrole, que deverá entrar na pauta do Senado Federal nos próximos dias ou após o recesso parlamentar. A deputada federal Aline Sleutjes (PROS-PR) esteve presente na reunião e falou sobre o papel do Brasil na questão da segurança alimentar e na produção sustentável.

Por: DATAGRO

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.