Sindicato eleva previsão de colheita de grãos e oleaginosas da Ucrânia para 76,8 mi t



Imagem: Adobe Stock


O sindicato ucraniano de comerciantes de grãos UGA aumentou sua previsão de colheita combinada de grãos e oleaginosas da Ucrânia em quase oito milhões de toneladas, para 76,8 milhões de toneladas.

A colheita provavelmente incluirá 26,9 milhões de toneladas de milho, 20,2 milhões de toneladas de trigo, 5,2 milhões de toneladas de cevada, 13,9 milhões de toneladas de sementes de girassol, 3,9 milhões de toneladas de colza e 4,8 milhões de toneladas de soja, informou a UGA nesta quinta-feira em comunicado.

{module Form RD}

“O aumento na previsão da safra deste ano se deve às condições climáticas favoráveis ​​e ao rendimento das safras acima do esperado, embora a área plantada seja 2,2 milhões de hectares menor que no ano passado”, disse a UGA.

A UGA disse que viu as exportações de grãos e oleaginosas ucranianas em 48 milhões de toneladas na temporada de julho a junho de 2023/24, em comparação com 58 milhões de toneladas em 2022/23.

A exportação de trigo pode totalizar 15 milhões de toneladas em 2023/24, em comparação com 16,8 milhões em 2022/23, e os embarques de milho ucraniano podem cair para 22 milhões de toneladas, de 29,5 milhões, disse.

“A UGA enfatiza que, em geral, as exportações de grãos e oleaginosas na nova temporada 2023/2024 podem permanecer no nível especificado se a Ucrânia puder exportar através de seus portos do Mar Negro, bem como se a logística de rotas alternativas, incluindo a rota do Danúbio, se tornarem melhores e mais baratas”, afirmou.

A Rússia deixou um acordo de exportação do Mar Negro em 17 de julho depois de dizer que suas exigências para reduzir sanções sobre as exportações russas de grãos e fertilizantes não foram atendidas. Moscou também reclamou que não chegavam grãos suficientes aos países pobres.

A Rússia também atacou o principal porto interior da Ucrânia no rio Danúbio na quarta-feira, elevando os preços globais dos alimentos ao aumentar o uso da força para impedir a Ucrânia de exportar grãos.

Fonte: Pavel Polityuk | Notícias Agrícolas

{module Leia Também}

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.