Trigo brasileiro pode se tornar menos lucrativo na safra 2024

Trigo brasileiro pode se tornar menos lucrativo na safra 2024
Imagem: Pixabay

Em meio a um cenário global de aumento na produção de trigo, com recordes e grande produtividade nos principais países produtores, o Brasil enfrenta um desafio que pode comprometer a safra nacional, particularmente no Rio Grande do Sul, que responde por pelo menos 39% da produção do país. Este estado tem sofrido com excessivas precipitações durante o período de plantio e desenvolvimento das lavouras.

A União Europeia, Rússia, Canadá, China e Índia, juntos, mostram um panorama de expansão na produção de trigo para a Safra 2024/25, conforme indicado no boletim de Produção Agrícola Mundial do USDA.

A União Europeia, por exemplo, apesar de condições climáticas adversas, também causadas pelo excesso de chuvas, espera manter uma produção robusta, beneficiada por um inverno ameno e úmido que favoreceu o desenvolvimento inicial das culturas. Enquanto isso, na Rússia, a produção está prevista acima da média dos últimos cinco anos, sustentada por condições favoráveis de umidade que auxiliaram na germinação das sementes.

Do outro lado do globo, o Canadá anuncia uma expectativa de aumento na produção devido a maiores rendimentos por hectare, enquanto a China projeta um recorde de 140 milhões de toneladas, e a Índia estima uma produção recorde de 114 milhões de toneladas.

Chuvas intensas e seus efeitos na safra de trigo no Brasil

Contudo, o Brasil enfrenta um cenário menos otimista. O excesso de chuvas no Rio Grande do Sul preocupa produtores devido à possível redução da qualidade e quantidade da produção pelo solo saturado. O excesso hídrico nas últimas semanas pode ter provocado uma lixiviação de nutrientes essenciais no solo, demandando correção e adubação, resultando em maiores custos de produção. Além disso, o excesso de umidade deve comprometer os preparativos de pré-plantio.

A preocupação no Brasil é que esse fenômeno possa afetar não apenas a produtividade, mas também influenciar o mercado global de trigo. Com uma possível diminuição da oferta pelo Brasil, os preços internacionais podem sofrer alterações, considerando que outros grandes produtores estão aumentando suas produções.

Com o maior custo de produção e possíveis menores produtividades, os produtores de trigo podem enfrentar uma redução na margem de lucro.

A maior oferta global favorece a importação de trigo para o Brasil, permitindo preços mais competitivos para importadores e processadores. Isso pode aliviar as pressões de custo sobre as indústrias que dependem desse insumo e, consequentemente, estabilizar os preços ao consumidor final.

Portanto, enquanto o cenário global aponta para um aumento na oferta de trigo, o Brasil deve monitorar de perto o impacto do clima. Isto especialmente em regiões chave como o Rio Grande do Sul, crucial para o sucesso do setor agrícola nacional. O desenvolvimento das próximas semanas será determinante para a definição das perdas e das estratégias de mitigação que poderão ser adotadas pelos produtores do Brasil.

Fonte: Gabriel Rodrigues | Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.