Turbulências no mercado de petróleo e novas regulamentações: impactos e desafios

Turbulências no mercado de petróleo e novas regulamentações: impactos e desafios
Imagem: Pixabay

Na terça-feira (05/09), ocorreram dois eventos de grande relevância. Esses eventos terão um impacto significativo em nosso mercado. Esse impacto será sentido em várias áreas, especialmente no setor de diesel e petróleo. Esses setores são fundamentais para a movimentação de bens e mercadorias. Além disso, desempenham um papel crucial na produção de uma vasta gama de produtos.

O primeiro evento foi o anúncio da Arábia Saudita, de que estenderá a redução na produção de petróleo até dezembro de 2023. A Saudi Press Agency divulgou essa informação, e a medida voluntária de corte de 1 milhão de barris por dia está sendo implementada como parte do acordo estabelecido com a OPEP+ para limitar a oferta até 2024, com o objetivo de estimular os preços. Entretanto, a agência informou que o governo saudita revisará mensalmente a produção do país para o quarto trimestre, a qual será de aproximadamente 9 milhões de barris por dia. Portanto, essa decisão terá um impacto significativo no mercado global de petróleo.

O segundo evento envolve a Rússia, que, embora não seja membro da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), faz parte da OPEP+ e também anunciou uma redução na produção para o mês de setembro. Segundo informações da CNBC, o corte será de 300 mil barris por dia, após um corte de 500 mil barris por dia em agosto.

Mudanças na tributação do diesel: Impactos nos custos logísticos e na indústria do petróleo

No âmbito interno, o governo editou a Medida Provisória 1175/23 em 05 de junho de 2023. A publicação ocorreu no Diário Oficial em 06 de junho do mesmo ano, estabelecendo um prazo de 90 dias.

Essa medida entrou em vigor em 05 de setembro e afetará o custo de aquisição do Diesel S10 e S500, resultando em um aumento de R$0,11 por litro.

A implementação dessa mudança compensou a perda de arrecadação decorrente do programa de incentivo à redução de preços de carros populares, ônibus e caminhões, lançado em junho de 2023.

Para outubro, está previsto mais um reajuste de R$0,03 para compensar a prorrogação do programa de renovação de frota.

A partir de janeiro de 2024, a Receita retomará a cobrança integral do PIS/COFINS, no valor de R$0,35. Esses desenvolvimentos são pontos de atenção, uma vez que terão impacto nos custos logísticos de todos os produtos com os quais trabalhamos.

Se você deseja solicitar alguma cotação, entre em contato conosco por aqui.

Por: Michel Malvasi | Gerente da unidade Palm & Lauric Oils

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.