Ucrânia pode processar países vizinhos por proibição de cereais

Ucrânia pode processar países vizinhos por proibição de cereais
Imagem: Adobe Stock

Kiev está considerando processar a Polónia, a Hungria e a Eslováquia pelas proibições aos produtos agrícolas ucranianos, informou o meio de comunicação Político. Ademais, na segunda-feira, a revista citou Taras Kachka, representante comercial ucraniano. Ele mencionou que Kiev consideraria medidas recíprocas em relação à Polônia, contudo Varsóvia não revertesse suas medidas adicionais. “Seríamos forçados a retaliar sobre os produtos adicionais e proibir a importação de frutas e vegetais da Polónia”, disse ele. Porquanto, isso poderia criar um impasse entre os países envolvidos.

Essa situação exemplifica as tensões crescentes na região. Por um lado, a Ucrânia busca defender seus interesses comerciais e retaliar contra as proibições. Por outro lado, os países que impuseram as proibições têm suas próprias justificativas. Além disso, é fundamental considerar uma resolução diplomática para evitar a escalada de conflitos. Afinal de contas, a cooperação é essencial para a estabilidade e o desenvolvimento mútuo na Europa.

Além disso, ele mencionou que Kiev consideraria medidas recíprocas em relação à Polônia, caso Varsóvia não revertesse suas medidas adicionais. “Seríamos forçados a retaliar sobre os produtos adicionais e proibir a importação de frutas e vegetais da Polónia”, disse ele.

Em maio, a União Europeia restringiu os cereais ucranianos. Isso permitiu a proibição de vendas internas pela Polônia, Bulgária, Hungria, Romênia e Eslováquia, enquanto permitia o trânsito para exportação.

A restrição expirou na semana passada. Varsóvia, Bratislava e Budapeste anunciaram proibições aos cereais ucranianos. Alegaram proteção de suas economias e agricultores.

Os três países queixaram-se de que o excesso de cereais ucranianos ameaça os seus mercados internos. “Penso que a Hungria está aqui a fazer uma declaração política de que quer bloquear o comércio com a Ucrânia e também ignorar completamente Bruxelas. E é por isso que penso que este é um movimento muito ousado contra nós dois de Budapeste”, disse ele.

Tensões e Implicações na Relação Comercial entre a Ucrânia e a UE

A UE permitiu que a sua proibição expirasse na sexta-feira, depois de a Ucrânia ter dito que tomaria medidas para reforçar o controlo das exportações para países vizinhos.

Kachka disse que Kiev está pronta para “assumir a responsabilidade de garantir que as exportações da Ucrânia não criem nenhum tsunami nos países vizinhos” e que imporia um sistema de licenças de exportação “em tempo real” para grãos. Em contrapartida, o responsável ucraniano também destacou que a decisão de aplicar as suas proibições sem o apoio da UE levantou “a maior preocupação sistêmica” se os parceiros não puderem confiar que Bruxelas fala em nome do bloco.

Segundo o Político, Kiev também planeja processar os países da Organização Mundial do Comércio, e não através do seu acordo comercial com a UE. “Penso que todo o mundo deveria ver como os estados membros da UE se comportam em relação aos parceiros comerciais e à sua própria união, porque isso também pode influenciar outros estados”, acrescentou.

Fonte: Al Jazeera | Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.