Venda da soja brasileira 2023/24 atinge 65,7% da produção

Venda da soja brasileira 2023/24 atinge 65,7% da produção
Imagem: Pixabay

Levantamento realizado pela DATAGRO Grãos mostra que, até o final de maio, a comercialização brasileira da safra 2023/24 de soja alcançou 65,7% da produção esperada, acima dos 58,6% observados em igual período do ano passado, mas ainda muito distante dos 87,5% do recorde da safra 2019/20 e dos 72,4% da média dos últimos cinco anos.

O avanço mensal foi de 13,7 pontos percentuais, superior aos 9,4 p.p. registrados no mês anterior, aos 7,0 p.p. de 2023 e aos 7,4 p.p. da média normal. “O ritmo melhor dos negócios confirmou nossa expectativa, pois a esperada valorização dos preços efetivamente aconteceu. Também por conta da necessidade de alavancagem de recursos para a compra de insumos da safra 2024/25”, comenta Flávio Roberto de França Junior, economista e líder de conteúdo da DATAGRO Grãos.

Considerando a atual estimativa de produção em 147,6 milhões de toneladas, os produtores brasileiros negociaram, até a data analisada, 97,0 mi de t de soja. Em igual período do ano passado, esse volume de produção negociado estava menor em termos relativos e absolutos, chegando a 94,2 mi de t.

Safra 2024/25 As negociações da safra 2024/25 também apresentaram melhor avanço no período analisado. Levantamento mostra expectativa de produção de 8,6%, com aumento mensal de 3,4 p.p., acima dos valores do ano passado e da média plurianual. No entanto, o fluxo está aquém dos 9,4% compromissados em 2023 e muito distante dos 33,1% do recorde da safra 2020/21, além de abaixo dos 17,2% da média plurianual. Conforme exercício inicial realizado pela consultoria – a intenção de plantio sai em julho –, a projeção para safra 2023/4 é de 160,5 mi de t, o que representaria um crescimento de 9% ante a temporada atual.

Milho 2023/24

As negociações da safra 2023/24 do milho de verão no Centro-Sul do Brasil também andaram de forma mais acelerada em maio. A DATAGRO Grãos mostra 40,4% da produção esperada já comprometida, um aumento de 11,0 p.p. mensal, acima da média e levantamentos anteriores. Dessa forma, a comercialização se encontra aquém dos 49,2% compromissados em igual momento de 2023 e muito distante dos 63,0% da média normal.

“Em números absolutos, temos vendas de 7,2 mi de t, de uma safra de 17,8 mi de t. Nessa mesma época de 2023 tínhamos vendas de 9,9 mi de t”, comenta França Junior.

A comercialização da safra de inverno 2024 da região alcançou 31,7%, comparada a 22,8% anteriormente, 34,3% no ano passado e média de 49,0%.

Fonte: Notícias Agrícolas

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

Cuba

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.