Vendas de etanol do centro-sul caem menos com melhora no consumo e exportação

As vendas de etanol pelas unidades produtoras do centro-sul do Brasil reduziram as quedas em meio à pandemia de coronavírus, com uma melhora na demanda interna e maiores exportações, apontaram dados da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) nesta quarta-feira.

O volume vendido pelas usinas na primeira quinzena do mês somou 1,175 bilhão de litros, queda de 10,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, considerando etanol hidratado e anidro nos mercados interno e externo.

Em maio, contudo, quando mais segmentos da sociedade estavam adotando medidas de isolamento social, a redução havia sido de cerca de 27%, na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Se as vendas totais ao mercado interno ainda caíram 17% na primeira metade de junho, elas tinham registrado baixa bem maior em maio, de 30%, conforme dados da Unica.

“A queda das vendas de etanol carburante observadas na safra 2020/21 foram parcialmente compensadas pela maior demanda por álcool não carburante e pelo maior volume destinado à exportação”, disse em nota o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues.

Já as vendas para exportações na primeira quinzena de junho triplicaram ante o mesmo período do ano passado, para quase 122 milhões de litros, enquanto no acumulado da safra, desde abril, aumentaram quase 50%, para 350 milhões de litros.

Considerando as vendas totais, para mercados interno e externo no acumulado da safra, a Unica registra uma queda de 25%, para 5,15 bilhões de litros.

De outro lado, as exportações da açúcar do centro-sul, embaladas por vendas antecipadas e também pelo câmbio, subiram mais de 40% na primeira quinzena, para 1 milhão de toneladas, enquanto avançaram 60,56% na safra até 16 de junho, com embarques de 4,88 milhões de toneladas.

“Além disso, a crescente procura por açúcar brasileiro, tanto no mercado doméstico como externo, neutralizou parte do impacto negativo causado pela redução na demanda por etanol”, disse o diretor da Unica.

PRODUÇÃO

A moagem de cana do centro-sul totalizou 41,7 milhões de toneladas na primeira metade de junho, queda de 1,91% sobre a mesma quinzena da safra 2019/2020, o que não impediu o setor de elevar a produção de açúcar em 36,28% no mesmo período, para 2,5 milhões de toneladas, informou .

Por outro lado, a produção de etanol no centro-sul no período atingiu 1,8 bilhão de litros, queda de 13,77% na comparação anual, com o setor destinando menor volume de cana para a fabricação do biocombustível, uma vez que o açúcar tem garantido melhores negócios.

O mix de produção de cana para açúcar subiu para 47,11% na última quinzena, ante 35,69% no mesmo período da safra passada, enquanto para etanol caiu a 52,89%, segundo a Unica.

No acumulado desde o início da safra 2020/2021 até 16 de junho, a produção de açúcar alcançou 10,57 milhões de toneladas, alta de 57% ante o ciclo 2019/2020.

A fabricação acumulada de etanol totalizou 8 bilhões de litros (-3,7% na comparação anual), sendo 2,23 bilhões de litros de etanol anidro e 5,81 bilhões de litros de etanol hidratado.

“A produção de açúcar apresenta crescimento em torno de 57% até o momento, fruto da maior moagem, da melhor qualidade da matéria-prima, da baixa demanda por etanol no mercado interno e dos preços mais remuneradores do adoçante”, disse Padua.

A qualidade da matéria-prima processada na primeira quinzena de junho, mensurada a partir da concentração de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR), aumentou 5,27% atingindo 136,04 kg por tonelada de cana-de-açúcar.

No acumulado desde o início da safra até 16 de junho, o indicador assinala 128,75 kg de ATR por tonelada de cana-de-açúcar, com aumento de 6,17% em relação ao valor da safra 2019/2020.

Fonte: Notícias Agrícolas

LEIA TAMBÉM:

{module 441}
{module 442}

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.