Voo da Virgin Atlantic decola abastecido com 100% de SAF

Voo da Virgin Atlantic decola abastecido com 100% de SAF
Imagem: Pixabay

Um voo da Virgin Atlantic de Londres para Nova York marcou um feito significativo ao se tornar o primeiro voo comercial de longo curso abastecido exclusivamente com combustível de aviação 100% sustentável (SAF), conforme anunciado pela companhia aérea.

O Flight100 decolou em 28 de novembro, impulsionado por 100% de SAF em ambos os motores, conforme relatado pela empresa.

Embora voos com 100% de SAF não sejam uma novidade absoluta (a RAF já havia alcançado esse marco em 2022 sobre Oxfordshire, e recentemente, um jato particular Gulfstream completou o primeiro voo transatlântico), o Flight100 representa o primeiro feito desse tipo para uma companhia aérea comercial de longo curso. Isso destaca o potencial do combustível sustentável na aviação civil, de acordo com a empresa em seu site.

A Virgin Atlantic enfatizou que o uso integral de SAF reduziu as emissões de CO2 deste voo específico em até 70%, em comparação com o combustível de aviação convencional, e quaisquer emissões residuais de CO2 foram compensadas por meio de remoções de carbono.

Virgin Atlantic realiza voo transatlântico com 100% de SAF, mas enfrenta desafios de produção

“Este voo não apenas fornecerá dados valiosos sobre o ciclo de vida de carbono do SAF, mas também demonstrará seu potencial como um substituto totalmente descartável para o combustível fóssil. Além disso, apoiará o aumento da produção e utilização do SAF em larga escala”, afirmou a empresa.

No ano passado, a Virgin Atlantic venceu um concurso do Departamento de Transporte do Reino Unido. O desafio era realizar uma travessia atlântica utilizando 100% de combustível de aviação sustentável. A empresa enfrentou o desafio com colaboração. Parceiros incluíram Rolls-Royce, Boeing, Pratt & Whitney Canada, Imperial College London, Universidade de Sheffield, Rocky Mountain Institute (RMI) e a consultoria de aviação ICF.

Apesar do sucesso do voo, a empresa reconheceu que o setor enfrenta desafios em termos de fornecimento.

Com base nas metas da IATA, companhias aéreas e governos, atingir 10% de SAF até 2030 demandaria 40 milhões de toneladas de SAF, segundo estabelecido. Em resumo, não há produto suficiente sendo produzido. Atualmente, o combustível representa apenas cerca de 0,1% de todo o combustível de aviação em uso. Isso destaca claramente o quanto ainda temos que progredir”, afirmou a empresa.

A empresa destacou que, atualmente, os voos podem usar apenas 50% de SAF. Obter aprovação para 100% de SAF em cada voo não é prático para viagens diárias.

Fonte: Oils & Fats International

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.