Como está o plantio de soja nas principais regiões produtoras?

Como está o plantio de soja nas principais regiões produtoras?
Imagem: Pixabay

O preparo para o plantio de soja nas principais regiões produtoras do Brasil estão à mercê do clima, segundo o último boletim da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Enquanto em alguns estados as condições têm colaborado, em outros, as variações climáticas têm sido uma barreira para o agricultor.

Em Mato Grosso, as chuvas têm favorecido o plantio, especialmente em áreas de solo arenoso. No entanto, regiões do Sul, Sudeste e Nordeste do estado ainda enfrentam um ritmo mais lento devido à falta ou grande irregularidade das chuvas. É um cenário que demanda atenção, uma vez que Mato Grosso é um dos maiores produtores de soja do país.

Em Goiás, o cenário é de cautela. A semeadura teve início, mas em um ritmo mais lento que a média. A concentração das atividades tem ocorrido predominantemente em áreas irrigadas, um reflexo da necessidade de manejar recursos hídricos de forma mais eficiente.

Desafios e avanços no plantio de grãos: Um panorama pelos estados brasileiros

Mato Grosso do Sul, por sua vez, enfrenta irregularidades e baixo volume de chuvas, fatores que têm dificultado não só o plantio mas também a germinação e o desenvolvimento inicial das plantas.

Contrastando com os estados do Centro-Oeste, o Paraná vive uma situação um pouco mais complicada. Regiões do estado viram o plantio interrompido devido às chuvas excessivas, mas ainda assim, o plantio avançou, alcançando 20% da área prevista para a semeadura. Apesar dos contratempos, os produtores vêm ajustando seus cronogramas para driblar as condições adversas.

Em Minas Gerais, com o término do vazio sanitário, as operações de plantio iniciaram. Mas devido à irregularidade das chuvas, os primeiros avanços ocorrem nas lavouras irrigadas.

O mesmo vale para o Rio Grande do Sul, onde as primeiras lavouras também estão sendo implantadas após o término do vazio sanitário, com a maior parte das áreas em preparação para receber as sementes, as chuvas excessivas é o maior desafio nos próximos dias.

Já em relação ao avanço da semeadura, o boletim mostra que no agregado dos 12 estados monitorados, o cenário é de quase equilíbrio: 10.1% da área foi semeada, próximo aos 11.0% da safra 2022 e um avanço em relação aos 4.1% da semana anterior.

Mato Grosso, o maior produtor de soja do país, registra um avanço na semeadura, saindo de 5,2% na semana anterior para 19,1%. No entanto, esse número é inferior aos 22,3% registrados no mesmo período da safra 2022/23, mostrando que o estado está atrasado neste ciclo.

Acompanhando este cenário, Mato Grosso do Sul também mostra um atraso. Com 8,0% do plantio realizado até o dia 7 de outubro, o estado está atrás dos 17,0% registrados no mesmo período do ano passado. Isso se deve, em parte, às dificuldades climáticas que têm afetado o plantio e o desenvolvimento das plantas.

Análise comparativa do progresso no Brasil

O estado de Goiás registra 5,0% da área semeada, o que está alinhado com o percentual de 5,0% da safra anterior para o mesmo período. Em Minas Gerais, o número mais recente é de apenas 0,4%, menor que os 2,5% do ano passado, sinalizando um atraso nas operações.

São Paulo surpreende com um salto de zero para 15,0%, uma variação que chama a atenção. Este número está significativamente à frente dos 5,0% registrados na Safra 2022/23.

No Paraná, a semeadura está em 20,0%, frente aos 15,0% do mesmo período na safra passada e em comparação aos 16,0% registrados na semana anterior, o que também indica um avanço.

Em Santa Catarina, o cenário é de atraso, com 6,0% da área plantada em contraste com os 16,7% do mesmo período na safra anterior.

Na Bahia, o percentual de semeadura ficou em 2,0%, mantendo-se no mesmo nível do índice registrado na Safra 2022/23.

Fonte: Seane Lennon | Agrolink

Facebook
Twitter
LinkedIn

Aboissa apoia

Fique por dentro das novidades
e melhores oportunidades do
agronegócio – inscreva-se já!

Ásia

Arábia Saudita

Bangladesh

China

Singapura

Coréia do Sul

Emirados Árabes Unidos

Filipinas

Índia

Indonésia

Iraque

Jordânia

Líbano

Malásia

Omã

Qatar

Turquia

Vietnã

Hong Kong

América

Argentina

Bolívia

Brasil

Canadá

Chile

Colômbia

Equador

Estados Unidos

Guatemala

Ilhas Virgens Britânicas

México

Nicarágua

Panamá

Paraguai

Perú

Uruguai

Suriname

Venezuela

República Dominicana

Costa Rica

África

África do Sul

Argélia

Camarões

Costa do Marfim

Egito

Libéria

Marrocos

Serra Leoa

Sudão

Quênia

Tunísia

Ilhas Maurício

Europa

Albânia

Alemanha

Bélgica

Bulgária

Espanha

Finlândia

França

Inglaterra

Italia

Lituânia

Polônia

Portugal

Rússia

Turquia

Sérvia

Suécia

Suíça

Ucrânia

Chipre

Estônia

Irlanda

Romênia

Oceania

Austrália

Nova Zelândia

Solicite uma cotação!

Preencha o formulário e obtenha atendimento para suas necessidades comerciais.
Nossos especialistas estão prontos para oferecer soluções personalizadas.

*No momento não estamos trabalhando com intermediários.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.